CONSELHOS TEMÁTICOS

Conselhos Temáticos são órgãos consultivos e de assessoramento à Presidência e Diretoria da FIEC, constituídos por representantes de Sindicatos, Diretoria da FIEC, Empresários e Entidades Parceiras. Integram a estrutura da Federação das Indústrias do Estado do Ceará - FIEC

CONSELHOS TEMÁTICOS

Conselhos Temáticos são órgãos consultivos e de assessoramento à Presidência e Diretoria da FIEC, constituídos por representantes de Sindicatos, Diretoria da FIEC, Empresários e Entidades Parceiras. Integram a estrutura da Federação das Indústrias do Estado do Ceará - FIEC

Conselhos

COAL

O Conselho Temático de Assuntos Legislativos (Coal) tem por missão orientar o posicionamento da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) nas questões relacionadas ao Poder Legislativo e Executivo, visando a correta aplicação das leis, objetivando sensibilizar e mostrar, aos representantes do poder público, a importância de uma atuação a favor do aumento da competitividade das indústrias cearenses e brasileiras.

O Núcleo de Assuntos Legislativos (Nual) foi criado em 2013 para dar suporte ao Coal, aos sindicatos e à Presidência da FIEC, com o propósito de acompanhar ações legislativas no Congresso Nacional – CN, na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará – ALCE, na Câmara Municipal de Fortaleza – CMFOR, e com representantes do Poder Executivo Federal, Estadual e Municipal.

OBJETIVOS:

  • Orientar o posicionamento da FIEC nas questões relacionadas ao Poder Legislativo e Executivo.
  • Sensibilizar e mostrar aos representantes do poder público sobre a importância de uma atuação a favor do aumento da competitividade das indústrias cearenses e brasileiras.
  • Acompanhar ações legislativas no Congresso Nacional, Assembleia Legislativa, Câmara Municipal de Fortaleza e junto a representantes do Poder Executivo Federal, Estadual e Municipal.
     

PRESIDENTE:
Affonso Taboza Pereira 

Conselhos

COED

O Conselho Temático de Educação (Coed) promove discussões sobre educação no Estado do Ceará, nos vários níveis e modalidades, a partir da visão e das demandas do setor industrial, no intuito de promover melhorias na educação do trabalhador, de modo a capacitá-lo para os desafios do mercado. O Conselho também identifica e apoia a difusão de boas práticas educacionais, além de recomendar ações que fortaleçam a educação no Estado.

OBJETIVOS:

  • Promover o debate sobre a educação profissional cearense, a partir da visão da indústria com o objetivo de promover o desenvolvimento sustentável.
  • Discutir e propor estratégias que atendam às necessidades da indústria relacionados à educação básica, profissional e superior.
  • Recomendar ações que fortaleçam a educação profissional do Ceará e o desenvolvimento da educação empreendedora.
  • Identificar e apoiar a difusão de boas práticas em educação profissional.
  • Apresentar subsídios aos processos decisórios da FIEC, nas questões ligadas à educação.
     

PRESIDENTE:
José Frederico Thomé de Saboya e Silva

Conselhos

COFIN

O Conselho Temático de Economia, Finanças e Tributação (Cofin) tem por missão orientar o posicionamento da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) nas questões relacionadas à política econômica, que visa o aprimoramento e a competitividade da indústria.

São atribuições deste Conselho Temático deliberar sobre: política econômica; política tributária; intervenção do Estado; sistema financeiro; políticas de desenvolvimento industrial; defesa da empresa nacional; desenvolvimento regional; e infraestrutura (energia, telecomunicação, transporte e defesa do meio ambiente).

OBJETIVOS:

  • Acompanhar e analisar as mudanças na política econômica; traçar cenários; formular propostas; e acompanhar a conjuntura do país e do Ceará e o posicionamento da Confederação Nacional da Indústria (CNI).
  • Avaliar e propor políticas nas áreas monetária, creditícia, cambial, fiscal e tributária.
  • Manter permanente contato com os demais Conselhos Temáticos da FIEC, especialmente com os Conselhos de Assuntos Legislativos, Infraestrutura e Micro e Pequenas Empresas.


PRESIDENTE:
Emílio Moraes

 

Conselhos

COINFRA

O Conselho Temático de Infraestrutura (Coinfra) visa integrar e desenvolver os setores industriais cearenses, especialmente nas áreas de energia, saneamento básico, transportes, concessões e telecomunicações. As discussões são pautadas na premissa de que o binômio infraestrutura e investimentos adequados é fundamental para o desenvolvimento do país.

OBJETIVOS:

  • Aumento da Competitividade Industrial.
  • Colaborar com as decisões da Presidência e Diretoria da FIEC.
  • Avaliar investimentos para a expansão, manutenção e modernização da infraestrutura logística do setor industrial.
  • Analisar e propor soluções para os entraves à disponibilidade e à competitividade da logística multimodal para a indústria, observando posicionamento da CNI.


PRESIDENTE:
Heitor de Mendonça Studart

 

Representantes da Secretaria de Infraestrutura do Ceará (Seinfra), da FIEC, e da Associação dos Empresários do Distrito Industrial (Aedi), participaram de encontro com o secretário Lúcio Gomes e o secretário executivo da pasta, André Pierre, quando foi abordada a questão do andamento da Obra do Anel Viário do Estado e suas implicações no setor Industrial. A reunião surgiu com a intermediação do presidente Beto Studart. Como resultado do encontro, o presidente do Núcleo de Infraestrutura da FIEC, Heitor Studart, explicou que foi criado um grupo permanente de acompanhamento composto por membros da Seinfra, da Fiec e da Aedi, para monitorar as ações em andamento e atendimento às solicitações mais imediatas para melhoria do tráfego e mobilidade na área da Obra.

Conselhos

COMPEM

O Conselho Temático das Micro e Pequenas Empresas (Compem) deve contribuir e incentivar os esforços das micro e pequenas empresas que resultem em melhoria de desempenho e, consequentemente, no aumento dos níveis de produtividade, competitividade empresarial e geração de empregos.

OBJETIVOS:

  • Promover ações, estudos e estratégias para questões como: inovação tecnológica, capacitação empresarial, acesso ao mercado externo, tratamento fiscal diferenciado e acesso ao crédito.
  • Ser um elo de comunicação e de atração de micro e pequenas empresas para o Sistema FIEC, proporcionando a formalização dessas empresas, disponibilizando produtos e serviços do Sistema e fortalecendo a base de empresas associadas aos sindicatos.
  • Manter parcerias com instituições como órgãos e instituições diversas, que atuam em prol da regulamentação da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas, de modo que seja possível acompanhar, discutir e participar das melhorias da legislação.


PRESIDENTE:
Lauro Martins

Conselhos

CONAG

O Conselho de Agronegócios (Conag) promove a discussão sobre projetos agroindustriais no Estado do Ceará, visando a melhoria da competitividade das cadeias produtivas de culturas potenciais e tradicionais como algodão, caju, cera de carnaúba, leite, couro e fruticultura.

OBJETIVOS:

  • Assessorar a Federação das Indústrias do Ceará (FIEC) em matérias relativas ao desenvolvimento e à competitividade dos diversos setores da agroindústria.
  • Analisar projetos de lei ou medidas governamentais que afetem os setores de agroindústria.
  • Promover ou estimular a interação das entidades representativas da agroindústria com a FIEC.
     

PRESIDENTE:
Bessa Júnior

 

Conselhos

COINTEC

O Conselho Temático de Inovação e Tecnologia (Cointec) tem por finalidade contribuir, por meio de execução e articulação de ações e estratégias, com o desenvolvimento do processo de inovação e do fomento à competitividade do setor produtivo. O Cointec acompanha a aplicação das políticas que dizem respeito ao desenvolvimento industrial e tecnológico, promove debate com especialistas e autoridades na área de política industrial e de inovação e avalia as políticas públicas para o setor.

OBJETIVOS:

  • Subsidiar a Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) nas deliberações sobre produtividade, competitividade, qualidade, ciência/tecnologia, treinamento e formação de pessoal, relação universidade/empresa, micro e pequenas empresas e propriedade industrial.
  • Manter contato e parceria junto ao Conselho das Micro e Pequenas Empreas (Compem).

 

PRESIDENTE:
José Sampaio de Souza Filho 

O Conselho Temático de Inovação e Tecnologia da FIEC (Cointec), presidido por Sampaio Filho, promoveu encontro hoje na Casa da Indústria. Um dos pontos da pauta foi a apresentação dos resultados da rodada de inovação de alimentos e bebidas (Observatório da Indústria). Em seguida houve a apresentação do evento "Empreendedorismo em tempos de crise", que será realizado em outubro no Centro de Eventos. Já professora Monalisa de Oliveira falou sobre o LAIS - Laboratórios Associados de Inovação e Sustentabilidade, novo espaço de pesquisa e inovação da UECE. Ainda como parte do encontro foi debatida a base da Plataforma Conexão e Conhecimento, feita por Thiago Barros, coordenador do CriarCe e Representante do IDESCO.

Conselhos

CORES

O Conselho Temático de Responsabilidade Social (Cores) tem por finalidade assessorar a diretoria da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) em relação a políticas de responsabilidade social e seu desenvolvimento integrado. Cabe ao Cores mapear as formas de atuação das empresas nas questões sociais, seus resultados e perspectivas de sustentação e disseminação, promovendo, ainda, a difusão de exemplos e práticas bem-sucedidas de responsabilidade social empresarial.

OBJETIVOS:

  • Recomendar ações que motivem e facilitem a prática da responsabilidade social pelas empresas.
  • Reunir, promover e disponibilizar informações sobre instrumentos de apoio às ações sociais das empresas.


PRESIDENTE:
Wânia Cysne de Medeiros Dummar

Conselhos

CORIN

Cabe ao Conselho Temático de Relações Internacionais (Corin) dirigir ações voltadas para os setores industriais exportadores do Ceará.

Busca inserir o Sistema FIEC em discussões realizadas no âmbito das negociações do comércio internacional, debatendo temas como a inserção do Brasil e do Ceará no cenário das relações internacionais, em consonância com as atividades do Centro Internacional de Negócios da FIEC.

OBJETIVOS:

  • Articulação institucional e empresarial.
  • Promover articulação com entidades de fomento de negócios internacionais no Ceará para promoção de ações voltadas para o desenvolvimento de setores com potencial para exportação.
  • Identificar programas estratégicos para fomento das exportações em parceria com o Centro Internacional de Negócios.
  • Incentivar a participação dos industriais do Ceará em feiras internacionais e em programas de capacitação em comércio internacional.
  • Identificar programas de cooperação internacional que contribuam para a geração de investimentos no Ceará.
  • Incentivar a formação de projetos setoriais integrados e consórcios de exportação.
     

PRESIDENTE:
Rômulo Alexandre Soares

Conselhos

COSIN

O Conselho Temático de Relações Trabalhistas e Sindicais (Cosin) atua examinando as tendências do mercado de trabalho, políticas de empregos e salários no país, além das relações internacionais do trabalho, acompanhando a legislação, projetos de lei e decretos, em defesa dos interesses do setor industrial.

OBJETIVOS:

  • Fortalecer a liderança na representação da indústria e colaborar nos estudos e decisões da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) na área de relações do trabalho e sindicais.
  • Acompanhar, discutir e propor alterações, mediante apresentação de projetos sobre assuntos em pauta no âmbito do Congresso Nacional relativos ao direito do trabalho e à legislação sindical.
  • Apresentar propostas aos poderes executivo e legislativo, orientadas pelo princípio da modernização e da harmonia das relações entre capital e trabalho.
  • Atuar envolvendo os demais Conselhos e com apoio do Conselho Temático de Assuntos Legislativos (Coal).
     

PRESIDENTE:
Juliana Guimarães 

Conselhos

COTEMA

Cabe ao Conselho Temático de Meio Ambiente (Cotema) acompanhar e orientar ações de empresas industriais em questões relativas ao desempenho e gestão ambiental. É sua atribuição estimular práticas voltadas para a ecoeficiência e promover debates com especialistas e autoridades na área ambiental, sobre assuntos como licenciamento ambiental, controle e qualidade ambiental, tratamento e disposição de resíduos, coleta seletiva, entre outros. O Cotema também acompanha as tendências e impactos relativos à questão ambiental em discussão no Congresso Nacional.

Conta com o apoio do Sindiverde e do Núcleo de Meio Ambiente (Numa), ambos órgãos da FIEC.

OBJETIVOS:

  • Discutir e propor estratégias relacionadas ao com meio ambiente e de interesse do setor industrial, no âmbito de sua respectiva abrangência temática.
  • Ampliar a participação, no Sistema FIEC, de empresas, organizações e associações do segmento, buscando consolidar e uniformizar a ação de representação da Federação.
  • Contribuir em prol da instituição de uma legislação específica na área de atuação do Conselho, bem como, promover a correção de fragilidades do segmento temático.
  • Consolidar as reuniões do Conselho bimestralmente, com efetiva participação de seus membros.
  • Acompanhar o trâmite, nas Casas Legislativas, de projetos de lei, ou outras iniciativas, que digam respeito aos interesses ambientais, particularmente da indústria.
     

PRESIDENTE:
Marcos Augusto Nogueira de Albuquerque

A Exporecicla 2019, que terá como tema este ano Sustentabilidade e Logística, foi apresentada hoje aos membros do Conselho Temático de Meio Ambiente (Cotema) da FIEC. Esta será a nona e mais completa edição do evento que movimentará diversos segmentos da economia, único no Norte e Nordeste. O evento acontecerá no período de 13 a 15 de junho com a expectativa de que  3 mil pessoas visitem a feira, cujo ingresso será um quilo de alimento. Entre os expositores, estarão reunidos representantes de toda a cadeia produtiva da reciclagem: plástico, ferro, eletroeletrônico, madeira, gesso, pneu, borracha, resíduos da construção civil, água, energias renováveis, óleo e tecidos, dentre outros, focando nas efetivas demandas e busca de soluções para os empresários do ramo. 

A programação contará ainda com seminários, oficinas, exposições e palestras voltados para as diversas áreas de sustentabilidade. A indústria de reciclagem vem se desenvolvendo no Brasil desde o começo dos anos noventa, o que resulta em elevados índices de reciclagem e tecnologia de ponta no reaproveitamento dos insumos recicláveis. Requisitada como estratégia para a gestão dos resíduos no destino final, a reciclagem possui a particularidade de ser uma atividade econômica bastante rentável no Mundo.

Galeria de Imagens


Ir para Galeria