telefone(85) 4009.6300

Recicla Nordeste realiza noite de abertura com homenagem ao presidente da FIEC, Beto Studart

17/06/2016 - 22h06

O estande cheio de vassouras chamava atenção de quem passava pelos corredores do Centro de Eventos do Ceará no primeiro dia da feira Recicla Nordeste - Feira da Indústria da Reciclagem e Transformação, realizada pelo Sindiverde. No lugar da tradicional piaçava, fios feitos de plástico surpreendiam os mais curiosos. Dona Antônia Agostinha, com uma expressão de quem já viveu muito, explicava cuidadosamente como cada vassoura é feita, a partir de um processo artesanal com garrafas pet. “Nós aproveitamos quase toda a garrafa e as soluções são encontradas pela criatividade das pessoas. Acho que muita gente ainda não percebeu o poder que temos em reaproveitar isso e, infelizmente, joga as garrafas fora”, conta. Ela é presidente do Conselho Comunitário de Defesa Social, que abriga diversos projetos na comunidade do Dendê, em parceria com o Grupo Edson Queiroz, entre eles a pequena fábrica de vassouras, atualmente com quatro colaboradores.

Poucos passos à frente, e mais uma surpresa. Pilhas e pilhas de placas eletrônicas ocupavam um estande inteiro para alertar o público sobre um problema ainda pouco discutido: a destinação adequada de resíduos eletroeletrônicos. A empresa Ecoletas Ambiental é a única do Ceará dedicada a este trabalho, que envolve a desmontagem dos eletrônicos recebidos e seu reaproveitamento, seja na montagem de novas placas ou na extração dos metais presentes em sua composição.

A Feira Recicla Nordeste teve início hoje (15), no Centro de Eventos do Ceará, e segue até sexta-feira, dia 17. Além da área de estandes, os participantes podem conferir o Seminário sobre sustentabilidade, meio ambiente e reciclagem, com a realização de mais de diversas palestras.

Na abertura do evento, foram homenageados pelas suas ações em prol da sustentabilidade e do meio ambiente o presidente da FIEC, Beto Studart, o governador do estado do Ceará, Camilo Santana, e o diretor da CNI, Roberto Macêdo.

“A nossa tarefa como empreendedores que somos é agirmos como empreendedores no mais verdadeiro significado da palavra: precisamos ser realizadores arrojados. A nós cabe transformar, de fato, aquilo que a sociedade vê como material sem valor e sem utilidade em algo rentável, de serventia para o mercado”, provocou o presidente Beto Studart.

Para o presidente do Sindiverde, Marcos Albuquerque, o compromisso com a reciclagem precisa ser um pacto entre todas as instâncias da sociedade: “A população, as empresas e os governantes precisam trabalhar para o que chamamos de ‘economia circular’. Se o produto não voltar para o início do ciclo, a conta não vai fechar. Hoje ainda é enorme o desperdício de matéria prima que poderia alimentar, por exemplo, as indústrias de reciclagem e do setor de energias”.

A primeira palestra da Feira foi proferida pelo Secretário de Meio Ambiente do Governo do Estado do Ceará, Arthur Bruno, sobre a Política Estadual de Resíduos Sólidos. Segundo ele, nove mil toneladas de lixo são produzidas por dia pelos cearenses, o que faz do nosso Estado o segundo maior produtor de resíduos do Nordeste e o quinto do Brasil. “Muito nos envergonha que dos 184 municípios do Ceará, apenas 21 façam a coleta seletiva e 10 tenham aterros sanitários, e que todos os outros ainda utilizem os chamados ‘lixões’, que já deveriam ter sido extintos”, afirmou.

A Recicla Nordeste acontece até o dia 17 de junho, das 14h às 21h, no Centro de Eventos. ENTRADA GRATUITA

   

 

Acompanhe o Sistema FIEC nas redes sociais:

FIEC - Federação das Indústrias do Estado do Ceará
Av. Barão de Studart, 1980 - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024 - CNPJ: 07.264.385/0001-43
Política de Privacidade & Copyright