telefone(85) 4009.6300

História do ambientalista Renato Aragão será retratada em livro

28/01/2016 - 15h01

Professor  Renato Aragão: o Ceará sob o olhar ambiental, é o título do livro sobre o geógrafo e coordenador do Núcleo de Meio Ambiente (Numa) da FIEC, Renato Aragão, a ser lançado no próximo dia 4 de fevereiro, às 17h, na cobertura da Casa da Indústria. Escrita por Nájila Rejanne Alencar Julião Cabral, a obra conta a história do ambientalista e sua trajetória nessa área no Estado.      

Professor aposentado da Uece, Renato Lima Aragão foi o primeiro Superintendente da Semace (Superintendência Estadual do Meio Ambiente do Ceará) e, o responsável pela elaboração da proposta de criação da Política Estadual do Meio Ambiente, em 1987. Também idealizou a criação de diversas áreas protegidas no estado do Ceará, a exemplo da Estação Ecológica de Aiuaba, no sertão dos Inhamuns, cuja proposta, endereçada ao professor Paulo Nogueira-Neto, então Secretário da SEMA, data do ano de 1975. A Estação Ecológica de Aiuaba foi criada por meio do Decreto no81.218, de 16/01/1978.

É do professor Antônio Renato Lima Aragão também a ideia de criação das seguintes áreas protegidas:
- APA da Serra de Baturité, criada por meio do Decreto no 20.956, de 18/09/1990;
- Parque Botânico do Ceará, no município de Caucaia, por meio do Decreto no 24.216, de 09/09/1996.
- Parque Estadual Marinho Pedra da Risca do Meio, no município de Fortaleza, por meio da Lei no 12.717, de 05/09/1997;
- Área de Proteção Ambiental do Lagamar do Cauípe, no município de Caucaia, por meio do Decreto no 24.957, de 05/06/1998;
- Área de Proteção Ambiental do Pecém, no município de São Gonçalo do Amarante, por meio do Decreto no 24.957, de 05/06/1998.
- Área de Proteção Ambiental da Serra de Aratanha, nos municípios de Maranguape, Pacatuba e Gauiúba, por meio do Decreto no 24.959, de 05/06/1998;
- Área de Proteção Ambiental da Bica do Ipu, no município de Ipu, por meio do Decreto no 23.354, de 26/01/1999;
- Área de Proteção Ambiental da Lagoa do Uruaú, no município de Beberibe, por meio do Decreto no 23.355, de 26/01/1999;
- Área de Proteção Ambiental do Rio Ceará, nos municípios de Caucaia e Fortaleza, por meio do Decreto no 25.413, de 29/03/1999;
- Área de Proteção Ambiental do Estuário do Rio Mundaú, nos municípios de Itapipoca e Trairi, por meio do Decreto no25.414, de 29/03/1999;
- Área de Proteção Ambiental do Estuário do Rio Curu, nos municípios de Paracuru e Paraipaba, por meio do Decreto no 25.416, de 29/03/1999;
- Área de Proteção Ambiental das Dunas da Lagoinha, no município de Paraipaba, por meio do Decreto no 25.417, de 29/03/1999;
- Área de Proteção Ambiental das Dunas de Paracuru, no município de Paracuru, por meio do Decreto no 25.418, de 29/03/1999;
- Estação Ecológica do Pecém, nos municípios de Caucaia e São Gonçalo do Amarante, por meio do Decreto no25.708, de 17/12/1999. Mencionado decreto estadual fala da desapropriação. A ESEC do Pecém não possui decreto de criação;
- Corredor Ecológico do Rio Pacoti, nos municípios de Aquiraz, Itaitinga, Pacatuba, Horizonte, Pacujus, Acarape e Redenção, por meio do Decreto no 25.777, de 15/02/2000.
- Área de Proteção Ambiental do Rio Pacoti, nos municípios de Fortaleza, Eusébio e Aquiraz, por meio do Decreto no25.778, de 15/02/2000.

Acompanhe o Sistema FIEC nas redes sociais:

Sistema FIEC - Sistema Federação das Indústrias do Estado do Ceará
Av. Barão de Studart, 1980 - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024
Política de Privacidade & Copyright