telefone(85) 4009.6300

Fórum Internacional do hidrogênio verde encerra programação com destaques para a potência cearense em energias renováveis

26/11/2021 - 21h11

Hoje, 25/11, o Fórum Internacional do Hidrogênio Verde, promovido pela Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), com organização do Grupo FRG Mídias & Eventos, chegou ao seu segundo e último dia. O evento aconteceu em formato híbrido e teve como seu principal objetivo discutir barreiras, oportunidades, impedimentos jurídicos, tecnologias, financiamento, capacitação e perspectivas do setor de Hidrogênio.

Participaram do evento cerca de 1300 pessoas, de 16 países e de todos os estados do Brasil. Oportunidade de negócios, network de altíssimo nível, negócios bilaterais, e o melhor conteúdo sobre energias renováveis foram abordados no Fórum Internacional do Hidrogênio Verde.

Os dois principais auditórios da FIEC foram utilizados para compor a programação, com painéis e apresentações diferentes. Na parte da manhã, no auditório Waldyr Diogo, o primeiro painel tratou do tema ‘A visão de importantes players sobre H2V’. Com moderação do Analista do Observatório da Indústria da FIEC, Victor Catrib, foram convidados para participar, Jurandir PIcanço (Câmara de Energias Renováveis da FIEC), André Gellers (SMA Brasil), Corentin Vallee e Michel Vreysen (John Cockerill) e Rodrigo Régis Galvão (Parque Tecnológico de Itaipu).

Seguindo a programação no mesmo auditório, foi o momento da transmissão com participantes internacionais do Porto do Pecém e do Porto de Roterdã. Com o tema ‘O Cenário Internacional do Hidrogênio - Porto de Roterdã’, a Diretora Executiva Comercial do Porto do Pecém, Duna Uribe, foi a mediadora do painel. Participaram, representando o Porto de Roterdã, Wouter Demenint, Monica Swanson e Randolf Waterings.

Segundo Randolf, Gerente do Programa de Eletrificação e Hidrogênio do porto alemão, o Porto do Pecém, juntamente com o Porto de Roterdã, tem tudo para ser uma potência mundial em infraestrutura para importação e exportação de energias renováveis. “O Ceará tem espaço para produzir. Basta procurar parcerias, conexões, investimentos assertivos para desenvolver os negócios. O mercado está esperando por vocês”.

O painel ‘Capacitação em Hidrogênio Verde’ fechou a programação da manhã do auditório. Participaram o Superintendente Regional do SESI Ceará e Diretor Regional do SENAI Ceará, Paulo André Holanda, o Diretor do Parque Tecnológico da Universidade Federal do Ceará (UFC), Fernando Nunes, o Professor do Centro Universitário FEI, Gerhard Ett, e o Professor da Universidade do Paraná, Helton José Alves. A moderação foi realizada pelo Coordenador do curso GESEL da AHK, Rubens Rosental.

Paulo André Holanda apresentou a missão principal do SENAI Ceará no desenvolvimento de soluções, parcerias e investimentos para contribuir na cadeia produtiva do Hidrogênio Verde. “O SENAI Ceará, juntamente com a FIEC, o Governo do Estado do Ceará, a UFC, e o Complexo Industrial do Porto do Pecém, têm aplicado em novo portfólio de cursos, em certificação do Montador do Sistema Fotovoltaico, em um Centro de Treinamento Avançado, em Curso de Introdução ao Hidrogênio Verde, e em vários serviços técnicos e tecnológicos”, afirmou o Diretor Regional do SENAI.

No período da tarde, o primeiro debate foi focado no ‘Potencial Brasileiro de Energias Renováveis’, e teve moderação do especialista Jurandir Picanço. O painel teve presença do Presidente da ABGD, Carlos Evangelista, o representante da Abeeólica, André Themoteo, o Especialista Regulatório da Absolar, Rafael Marques, o Coordenador de Energia da FIEC, Joaquim Rolim, os Analistas do Observatório da Indústria da FIEC, Victor Catrib e Mariana Biermann.

Finalizando o painel do principal auditório, o tema ‘O Cenário Nacional de Hidrogênio Verde’ foi discutido. O Presidente da Abaque, Carlos Augusto Brandão, o Superintendente de Atração e Desenvolvimento de Negócios da Bahia, Paulo Roberto Guimarães, o Diretor do Meio Ambiente e Sustentabilidade do Porto de Suape, Carlos André Cavalcanti, o Secretário Adjunto do Desenvolvimento do Rio Grande do Norte, Sílvio Fernandes, e o Diretor de Negócios e Inovação do Parque Tecnológico de Itaipu, Rodrigo Régios Galvão foram os convidados para participarem da discussão, que teve a mediação do Secretário Executivo de Energia do Estado do Ceará, Adão Linhares.

Outras programações seguiram também durante todo o dia no outro auditório da Casa da Indústria, José Flávio. No início da manhã, aconteceu a Mesa Redonda ‘O papel da Academia no Hidrogênio Verde no Brasil’, com a participação de Ênnio Peres (Unicamp), Sayonara Elisário (UFPB), Augusto Albuquerque (Relações Institucionais UFC), Lutero de Lima (Uece), Ricardo Ferracin (Núcleo de Pesquisas em Hidrogênio - Parque Tecnológico Itaipu). O moderador foi o Cientista da Funcap, Fernando Antunes.

A segunda programação seguiu com o painel internacional ‘O Cenário Internacional - Eólica Offshore e Hidrogênio no Reino Unido e teve Expedito Parente como moderador. A discussão contou com a participação de Mario Gonzales (UFRN), de Isla Robb (EC20), de Daniella Carneiro (Governo Britânico) e de Charles Purkess (ITM Power)

Ainda no âmbito internacional, o segundo painel abordou ‘O Cenário Internacional do Hidrogênio - Alemanha, com debates entre Angas Pinkowski (Câmara de Comércio Brasil Alemanha do Rio de Janeiro), Timo Bollerhey (H2 Global), Peggy Schulz (BMWI). Monica Panik, consultora da FIEC, foi a intermediadora.

O painel ‘Tecnologias para produção de Hidrogênio Verde e Power to X’ contou com Daniel Lopes (Hyrton), Sérgio Gutierrez (Air Liquide), Luiz Mello (Thyssenkrupp), Sérgio Teixeira (White Martins), Marcus Silva (Air Products Brasil e Argentina), Corentin Vallee (John Cockerill), Bruno Furtado (SMA). Lutero Lima (Uece) foi moderador.

Por último, Luiz Piauhylino (Euro FPV), Alexandre Imperial (DNV), Jorge Rivera (Secretário Nacional de Energía Panamá), Hans Kulenkampff (Associação Chilena de Hidrogênio), foram convidados a participar do painel ‘O Cenário Internacional do Hidrogênio - Portugal, Noruega, Chile e Panamá’, que contou com a moderação de Isabela Teixeira, SENAI Ceará.

Acompanhe o Sistema FIEC nas redes sociais:

FIEC - Federação das Indústrias do Estado do Ceará
Av. Barão de Studart, 1980 - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024 - CNPJ: 07.264.385/0001-43
Política de Privacidade & Copyright