telefone(85) 4009.6300

Balança comercial do setor de rochas ornamentais do Ceará tem superávit de US$ 23 milhões

11/12/2020 - 14h12

O setor de rochas ornamentais do Ceará exportou US$ 23,3 milhões de janeiro a novembro de 2020. O valor representa um aumento de 12,9% em relação ao mesmo período do ano passado. Já as importações, no mesmo período deste ano, registraram uma queda de 62,8%, caindo de US$ 670 mil para US$ 249 mil. O desempenho gerou um saldo superavitário no período de US$ 23 milhões, um incremento de 15,4%. Os dados são do estudo setorial realizado pelo Centro Internacional de Negócios da FIEC, divulgado nesta sexta-feira (11/12). 

O presidente do Sindicato das Indústrias de Mármores e Granitos do Estado do Ceará (Simagran), Carlos Rubens Alencar, avalia como positivo o desempenho do setor diante do momento de pandemia e da retração do comércio internacional, de maneira geral. Ele acredita que em 2021 o setor deverá crescer ainda mais.

“Atualmente as exportações de blocos correspondem a 56% do total, mas acreditamos que os percentuais de material beneficiado e com agregação de valor deverão começar a aumentar em 2021, pois a capacidade de desdobramento nas indústrias vem sendo aumentada e esperamos a implantação de pelo menos três novas indústrias novas, das quais duas na ZPE ao longo do próximo ano”, analisa. 

Entre os países de destino das exportações cearenses figuram países como Estados Unidos, em primeiro lugar, Itália, China, Polônia e Nova Zelândia. Os municípios cearenses que mais exportam são Caucaia, Santa Quitéria e Uruoca.

Clique AQUI e conheça os detalhes do estudo elaborado pelo CIN.

Acompanhe o Sistema FIEC nas redes sociais:

Sistema FIEC - Sistema Federação das Indústrias do Estado do Ceará
Av. Barão de Studart, 1980 - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024
POLÍTICA DE PRIVACIDADE & COPYRIGHT