telefone(85) 4009.6300

FIEC participa do lançamento de nova plataforma para alavancar crescimento econômico

26/11/2019 - 14h11

O vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), Carlos Prado, participou na segunda-feira (25/11), no Palácio da Abolição, em Fortaleza, do lançamento da Plataforma para Acelerar o Crescimento Econômico com Redução de Desigualdades, que faz parte do Programa Ceará Veloz, do Governo do Ceará. O intuito da plataforma é criar um ambiente de negócios favorável ao crescimento econômico e, consequentemente, reduzir as desigualdades econômicas e sociais no estado.

O evento foi prestigiado por representantes da sociedade civil, poderes públicos, entidades de classe e setores produtivos.  O governador Camilo Santana apresentou durante quase uma hora a estratégia do Estado para que o plano obtenha êxito. Dentre as estratégias, está o incentivo por parte do Governo do Ceará em 11 áreas em que o estado pode se desenvolver economicamente: cadeia produtiva de saúde, energias renováveis, rede de segurança hídrica, polo de inovação em tecnologia da informação, têxtil e calçados, agronegócio, logística, HUBs (aéreo, portuário e tecnológico), economia do mar, turismo e, por fim, economia criativa. A ideia é mostrar o que o estado tem a oferecer de forma a atrair mais investimentos. “Vamos focar nesses 11 clusters, que são as atividades com potencial que estado tem para fortalecer a questão da estratégia do crescimento econômico”, disse o governador.

O chefe do Executivo estadual enalteceu o trabalho conjunto entre o poder público e o setor produtiva na construção desse plano. “Esse foi um processo discutido com o CIC (Centro Industrial do Ceará), FIEC, agronegócio, quais são as infraestruturas logísticas importantes que o Estado tem que investir. Nós estamos chamando isso de uma pactuação, cada um precisa fazer o seu papel. Esse é um processo contínuo, com diálogo, principalmente com o setor produtivo, que é realmente quem investe no ponto de vista da economia, de emprego, de negócios. O papel do Estado é dar as condições e ser um animador desse processo”, enfatizou Camilo Santana.

Mesmo localizado em uma parte do Brasil que possui algumas peculiaridades que por vezes se tornam empecilho para o desenvolvimento, o trabalho que vem sendo construído no Ceará tem deixado o setor produtivo confiante. Para Carlos Prado, vice-presidente da Federação das Indústrias do Ceará, as próximas gerações já colherão os bons frutos do que está sendo plantado.

“Aqui no Nordeste, e no Ceará em particular, nós tínhamos uma série de carências e que vão desaparecendo. A da energia elétrica, o estado hoje é um exportador. Carência na área da educação e que o Ceará hoje na educação básica já se mostra líder nacional. O Ceará, infelizmente, detém maior parte da sua área na região semiárida, uma região de solos diversificados e que oferecem muita dificuldade para sua exploração. Além disso, a falta de água para exploração desse interior, que poderia estar fazendo com que a população encontrasse um futuro e pudesse se desenvolver com rapidez. Mas o Ceará começou a encontrar um caminho para superar isso com a educação profissionalizante, em que o Ceará já vem se destacando, que é o único meio de a gente conseguir que daqui uma ou duas gerações esses jovens venham a compor um futuro brilhante para essa região, graças ao conhecimento. É esse novo horizonte que a gente pode ter esperança de enxergar como grande futuro para o estado, mas basicamente galgado no trabalho já iniciado com a educação. É essa a esperança da nossa indústria”, enalteceu Carlos Prado.

Durante o lançamento, foi assinado o decreto instituindo o Programa de Otimização e Simplificação do Ambiente de Negócios em parceria com o CIC e que cria o comitê de governança da Plataforma, liderado pelas secretarias do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), do Turismo (Setur), do Desenvolvimento Agrário (SDA), da Cultura (Secult) e da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece), mas envolvendo ainda mais 14 secretarias e órgãos (Casa Civil, Seduc, Sefaz, Seinfra, SCidades, Seplag, SRH, SEMA, SSPDS, PGE, Semace, Corpo de Bombeiros, Ipece, Etice, Funcap).

Com informações do Governo do Ceará

  

Acompanhe o Sistema FIEC nas redes sociais:

  • CENTRO INTERNACIONAL DE NEGÓCIOS: Facebook
Sistema FIEC - Sistema Federação das Indústrias do Estado do Ceará
Av. Barão de Studart, 1980 - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024
POLÍTICA DE PRIVACIDADE & COPYRIGHT