telefone(85) 4009.6300

Expansão da ZPE Ceará é tema de painel de especialistas na FIEC

04/10/2019 - 13h10

A Zona de Processamento de Exportação do Ceará (ZPE) quer expandir sua atuação. Para planejar esta expansão, foi firmada uma parceria entre ZPE, Complexo Industrial e Portuário do Pecem e Observatório da Indústria da FIEC, para ouvir os principais atores da economia cearense e traçar uma estratégia que traga bons frutos para o Ceará.
O objetivo é elaborar um estudo prospectivo e de mercado, abrangendo o comércio exterior mundial e as exportações brasileiras a fim de identificar empresas exportadoras de bens com potencial para se instalar na Zona de Processamento de Exportação do Ceará (ZPE).

A iniciativa é composta por diversas etapas e, nesta sexta-feira (4/10), na sede da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), aconteceu mais uma delas: o painel de especialistas.

O painel garantiu a análise qualitativa da atratividade dos setores e do posicionamento competitivo da ZPE Ceará. Os participantes discutiram e opinaram sobre qual deverá, em sua opinião, ser o foco da expansão da ZPE Ceará, de acordo com as informações apresentadas pelos pesquisadores do Observatório. “Quando a ZPE Ceará foi criada existiam cerca de 3 mil ZPEs no mundo, hoje já são mais de 5 mil, o que mostra que a concorrência está aumentando rapidamente”, afirmou Guilherme Muchale, gerente do Observatório da Indústria. A ZPE Ceará é a única em operação no Brasil.

As etapas do estudo prospectivo já realizadas foram: identificação de macrotendências que impactarão a economia e o comércio exterior mundial; identificação de oportunidades no fluxo de mercadorias globais; identificação de oportunidades nas exportações nacionais; e análise quantitativa das principais oportunidades e alinhamento com setores prioritários do Ceará.

Segundo Muchale, o grupo precisou levar em conta tanto as potencialidades locais, quanto as tendências mundiais. Sobre o último aspecto, foram observados tópicos como o crescimento populacional, que gerará oportunidades para exportações de alimentos e recursos minerais; tensões comerciais e geopolítica, que podem reduzir o crescimento; urbanização, envelhecimento e nova classe média, que trarão impactos positivos na comercialização de produtos mais sofisticados; e mudanças nos padrões de consumo e produção, com maior demanda por produtos e tecnologias sustentáveis. 

Muchale reforçou ainda as vantagens do momento econômico do País, com a abertura para o mercado internacional, a exemplo da assinatura do acordo entre o Mercosul e a União Europeia.

SAIBA MAIS 

O que é uma ZPE:

É um distrito industrial incentivado, no qual indústrias nele localizadas operam com benefícios tributários, cambiais e administrativos. Em contrapartida, a legislação brasileira estabelece que no mínimo 80% da sua receita deva ser oriunda de suas exportações.

Sobre o Observatório da Indústria:

O Observatório da Indústria da FIEC tem a missão de contribuir para o desenvolvimento industrial do Estado tornando-o referência na geração, uso e disseminação de informações. Para tanto, apoia-se na criação e aplicação de uma estratégia de inteligência competitiva, incluindo plataforma com oferta de informações socioeconômicas, de mercado, tecnológicas e de comércio exterior, disponibilizadas de forma visualmente atrativas, acessadas mesmo remotamente, agilizando e otimizando tomadas de decisão.

O Observatório faz parte da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), que junto com Serviço Social da Indústria (SESI Ceará), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI Ceará), Instituto Euvaldo Lodi (IEL Ceará) e Centro Internacional de Negócio formam o Sistema FIEC.

Acompanhe o Sistema FIEC nas redes sociais:

  • CENTRO INTERNACIONAL DE NEGÓCIOS: Facebook
Sistema FIEC - Sistema Federação das Indústrias do Estado do Ceará
Av. Barão de Studart, 1980 - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024
POLÍTICA DE PRIVACIDADE & COPYRIGHT