telefone(85) 4009.6300

SESI Ceará oferta 125 vagas gratuitas para Novo Ensino Médio em Fortaleza e Sobral

09/09/2019 - 12h09

O Serviço Social da Indústria - SESI Ceará está com inscrições abertas para o Novo Ensino Médio. São 125 vagas gratuitas, destinadas apenas para dependentes de trabalhadores da indústria, divididas entre Fortaleza e Sobral, conforme distribuição prevista no edital.

O Novo Ensino Médio é uma experiência pedagógica desenvolvida pelo SESI que oferta turmas com estruturas curriculares adequadas à Lei nº 13. 415, de 2017, que reformou o Ensino Médio. Na nova proposta, os alunos direcionam seus estudos para uma área específica, os chamados "itinerários formativos". As opções ofertadas pelo SESI são Ciências da Natureza, Matemática e Formação Técnica e Profissional na área de Tecnologia da Informação com Habilitação Profissional de Técnico em Redes de Computadores. Este último é uma  articulação entre SESI e SENAI.

Para participar, o aluno precisa ser dependente do trabalhador da indústria e ter idade entre 14 e 15 anos.

OFERTA

  • Em Fortaleza, serão ofertadas vagas gratuitas (detalhadas no Edital), para os itinerários formativos de:

Ciências da Natureza e Formação Técnica e Profissional, na área de Tecnologia da Informação, para Técnico em Redes de Computadores.

  • Em Sobral, serão ofertadas vagas gratuitas (detalhadas no Edital), para os itinerários formativos de:

Matemática e Formação Técnica e Profissional, na área de Tecnologia da Informação, para Técnico em Redes de Computadores.

EDITAL

Leia atentamente o edital para tomar conhecimento de todas as instruções que regem a seleção:

Edital de Seleção [02/09/2019]


ENTENDA

Com a reforma, o objetivo do Governo Federal é tornar o Ensino Médio mais atrativo e, assim, diminuir os índices de evasão escolar. Dados do Censo Escolar apontam que apenas 84,3% dos adolescentes de 15 a 17 anos que deveriam estar no Ensino Médio estudam. Além de ter menos pessoas chegando a essa etapa, há um alto índice de desistência no período, que, segundo o Ministério da Educação, chega a 11,2%.

A reforma estabelece uma organização curricular mais flexível, com a oferta de uma Base Nacional Comum Curricular (BNCC), organizada não mais por disciplinas, mas por competências e habilidades, que são divididas em quatro áreas do conhecimento: Linguagens, Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas e Sociais Aplicadas. A BNCC representa 60% da grade, enquanto os outros 40% ficam a cargo dos chamados itinerários formativos.

Os itinerários formativos apresentam diferentes possibilidades de escolha aos estudantes, de acordo com suas preferências e intenções de carreira. Eles podem aprofundar os conhecimentos em uma das quatro áreas do conhecimento da BNCC ou optar por uma formação técnica e profissional. As instituições de ensino têm autonomia para definir quais os itinerários formativos irão ofertar, considerando um processo que envolva a participação de toda a comunidade escolar.

A matriz curricular desenvolvida pelo SESI e pelo SENAI foi aprovada pelo Conselho Nacional de Educação em 2017. É uma experiência pioneira, que contou com a contribuição de educadores de toda a rede de ensino. Entre os principais desafios, o projeto propõe a formação integral do aluno, exigindo que professores e coordenadores reinventem a maneira de ensinar.

“É uma forte mudança de estrutura, que obriga todos a terem um pensamento não mais compartimentado por caixas, em que cada um cuida de seu espaço sem se importar com o dos demais”, explica Sérgio Gotti, gerente-executivo de Educação do SESI. “Eles têm de estar muito afinados para chegar em sala de aula e trabalhar como uma orquestra nessa nova visão”, afirma.

Para Daniel Roberto, de 15 anos, aluno da Escola SESI SENAI Ceará, a metodologia faz toda a diferença. “No ensino fundamental, as aulas não tinham nada a ver uma com a outra. Hoje, eu consigo compreender como os conteúdos se relacionam muito mais do que eu imaginava e assim tenho uma visão do todo. Eu me sinto mais interessado, mesmo pelas matérias que eu não gostava antes”, explica.  

Com o objetivo de garantir essa integração, são feitos planejamentos semanais com todas as áreas. “Fazendo o planejamento vamos encontrando as intercessões dos conteúdos. Já aconteceu de ministrarmos aula com dois ou três professores ao mesmo tempo no quadro”, contou a professora de Ciências da Natureza, Conceição Feijó. “Os alunos adoram”, complementa.

SERVIÇO

Seleção para Novo Ensino Médio
Data: até 6 de dezembro de 2019
Mais informações: AQUI

Acompanhe o Sistema FIEC nas redes sociais:

  • CENTRO INTERNACIONAL DE NEGÓCIOS: Facebook
Sistema FIEC - Sistema Federação das Indústrias do Estado do Ceará
Av. Barão de Studart, 1980 - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024
POLÍTICA DE PRIVACIDADE & COPYRIGHT