telefone(85) 4009.6300

SENAI Ceará participa do piloto do programa Indústria Mais Produtiva

10/05/2019 - 17h05

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI Ceará) participa, junto com outros três estados brasileiros, do projeto piloto do Programa Indústria Mais Produtiva, administrado pelo SENAI Nacional. Ontem (9/5), aconteceu o lançamento da iniciativa, na Casa da Indústria, com apresentação do gerente de inovação do Sistema FIEC, Pablo Padilha. Inicialmente, 20 empresas de setores diversos participarão, gratuitamente, do projeto, que será executado pelo Instituto SENAI de Tecnologia em Eletrometalmecânica.

Além do Ceará, participam Espírito Santo, Santa Catarina e Minas Gerais. A escolha do Ceará para participar do piloto se deu pelos resultados obtidos no Brasil Mais Produtivo, programa semelhante realizado pelo então Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic). Superando a meta de 20% de aumento de produtividade, as empresas participantes do Ceará alcançaram mais de 40%. "Precisamos mostrar que o empresário cearense consegue se modernizar, provocar mudanças no chão de fábrica. Para alcançar isso, temos que buscar inovação e sermos obcecados por resultados", analisa Pablo Padilha.

O método para chegar a esses resultados, de acordo com Padilha, é aumentar produtividade e qualidade e diminuir custos, gerando mais rentabilidade, ou seja, utilizando o Lean Manufacturing. Essa será a metodologia utilizada pelo SENAI Ceará, que irá atacar os oito desperdícios mais frequentes na indústria: estoques, desperdício intelectual, movimentos, setup, processos desnecessários, defeitos e retrabalho, transporte e super produção. O objetivo é diminuir o tempo de resposta a problemas, aumentando a eficiência.

A metodologia consiste em compartilhar a responsabilidade pelo desenvolvimento do método com a empresa. Haverá aulas em vídeo para colaboradores e gestores e horas de consultoria. De início, será feito diagnóstico da empresa. Em seguida, elaborado e executado plano de ação. O último momento será o de validação e observação de resultados. O SENAI Ceará aplicará dois tipos diferentes do programa: 88 e 116 horas, entre consultoria e aulas em vídeo.

Para participar, a empresa precisa ter CNAE industrial, 11 a 200 colaboradores e não ter recebido consultoria do Brasil Mais Produtivo antes. As empresas inscritas serão selecionadas pelo SENAI Ceará. 

Acompanhe o Sistema FIEC nas redes sociais:

  • CENTRO INTERNACIONAL DE NEGÓCIOS: Facebook
Sistema FIEC - Sistema Federação das Indústrias do Estado do Ceará
Av. Barão de Studart, 1980 - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024
POLÍTICA DE PRIVACIDADE & COPYRIGHT