Rede CIN cria cartilha sobre negociação com compradores ou investidores estrangeiros

08/02/2018 - 13h02

O encontro de negócio é uma das maneiras mais comuns que empresas do mundo inteiro utilizam para fechar novos negócios, seja oferecendo ou buscando bens, serviços ou tecnologias. Normalmente, os encontros acontecem em ambientes de feiras e exposições internacionais e são bem objetivos.

Com custo baixo e grandes possibilidades de estabelecer novas redes de contato, as reuniões podem mudar a trajetória de uma empresa. Então, o que é preciso ter em mente para não desperdiçar um minuto sequer durante um encontro de negócio? A Rede Brasileira de Centros Internacionais de Negócios (Rede CIN), expert no asssunto, reuniu essas informações na cartilha Encontros de Negócios. Veja abaixo os destaques dela:

Não existe um formato padrão, mas, em geral, os encontros são previamente agendados entre as empresas interessadas, durante eventos de networking, rodadas de negócios, feiras internacionais, etc. Eles são sempre organizados por uma entidade de apoio ao comércio exterior, como a Rede CIN. Os perfis dos inscritos são mapeados para facilitar a marcação de agendas entre os participantes. A dinâmica dos encontros pode variar. Todos os tipos estão lá na cartilha.

Antes de se inscrever, defina o seu objetivo. Pode ser conquistar novos clientes, encontrar parceiros no mercado alvo ou atrair investimentos. Saber a meta da empresa é crucial para a objetividade da reunião. Não peça reuniões que nada têm a ver com objetivos da sua empresa ou com os do seu interlocutor. É perda de tempo e pode prejudicar a sua imagem.

Como o perfil das participantes fica disponível para consulta antes do agendamento das reuniões, é imprescindível conhecer um pouco sobre o histórico e a performance da empresa com quem você busca negócios. Sabendo disso, mais importante ainda é avaliar as exigências e as necessidades descritas pela empresa para saber se o seu negócio tem condições de atender o volume de pedidos, o prazo de entregas e também o preço oferecido.

Reuniões com empresários estrangeiros podem envolver uma série de costumes e culturas diferentes e é sempre bom pesquisar como funciona em cada país. Acima disso, certas regras são mantras em reuniões internacionais. Seja pontual, trate o outro com cordialidade sem excessos, desligue ou silencie o celular durante a agenda e se vista de forma clássica. Gafes podem atrapalhar um negócio que poderia ser muito promissor.

Se tem algo que dificilmente ficará obsoleto em meio à tanta tecnologia é o bom e velho cartão de visitas. Para um encontro internacional de negócios, o cartão deve ser bilíngue. Algumas regras são clássicas na troca de cartões: após apresentação inicial, o executivo mais graduado entrega o cartão e solicita o do par, antes de começar a falar de negócios. Sempre entregue-o na mão da pessoa, de maneira que a leitura do nome seja imediata. Deixe o cartão à vista durante a reunião para não correr o risco de esquecer o nome da pessoa e o cargo da pessoa com quem conversa. Errar o nome pega muito mal durante uma negociação.

Você terá aproximadamente meia hora para vender o seu peixe. Faça uma apresentação sucinta, tenha em mãos catálogos e material promocional bilíngues. Avalie previamente se vale a pena ser tradicional - apresentar amostra por folder em inglês - ou se cabe arriscar em meios digitais ou físicos. Lembre-se de verificar com o organizador do encontro se a estrutura do local, como internet e espaço, comporta a sua inovação. Caso o inglês não seja o seu forte, não hesite em pedir um tradutor. É melhor do que arriscar não ser bem compreendido.  

Faça o download da cartilha para ver outras dicas. Se quiser ajuda para uma preparação impecável, procure o Centro Internacional de Negócios da Federação de Indústrias do Ceará.

Acompanhe o Sistema FIEC nas redes sociais:

Sistema FIEC - Sistema Federação das Indústrias do Estado do Ceará
Av. Barão de Studart, 1980 - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024