Em coluna no jornal O Povo, Karina Frota debate o equilíbrio de gênero nos conselhos da União Europeia

A Gerente do Centro Internacional de Negócios, da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), Karina Frota, é colunista do Jornal O Povo.

Semanalmente, ela aborda temas atuais e relevantes para a indústria e a economia cearenses.

Confira o texto na íntegra:

O debate sobre a igualdade de gênero no mercado de trabalho acontece na maior parte do mundo desenvolvido. A questão hoje está bem mais avançada do que alguns anos atrás.

É fato, há um longo caminho a percorrer para resultar no “sonhado” protagonismo feminino. É fundamental incentivar a transformação estrutural no mercado de trabalho para minimizar a disparidade de gênero.

Na última semana, o Conselho e o Parlamento Europeu pactuaram um acordo para criar uma lei que impõe metas de equilíbrio de gênero para as empresas de capital aberto do bloco europeu.

O texto indica que, em colegiados sem função executiva, o percentual mínimo de mulheres deve ser de 40% dos assentos. Em conselhos com funções executivas, o mínimo será de 33%. Nos dois casos, o prazo de adequação às metas é metade de 2026.

De acordo com informações da Comissão Europeia, 60% dos profissionais com formação universitária do bloco são mulheres, porém, elas ocupam 30,6% dos assentos das empresas pautadas e apenas 8,5% das cadeiras de presidente do conselho.

Tal medida surge dez anos depois de a Comissão Europeia apresentar a primeira proposta de uma quota de 40% de mulheres nos conselhos de administração.

Organizações atentas a diversidade e a inclusão são indispensáveis para impulsionar essa mudança e apoiar transformações mais amplas e benéficas em termos sociais e econômicos.

Clique aqui para ler a coluna completa no jornal.

(85) 3421.5916 / Av. Barão de Studart, 1980, Aldeota - Fortaleza-CE
© Todos os direitos reservados ao NUMA