telefone(85) 4009.6300

Contagem regressiva para o I FIEC Summit, que começa nesta quarta (03/08)

02/08/2022 - 15h08

A Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) finaliza os últimos preparativos para o I FIEC Summit, que acontece nesta quarta-feira (03/08) e na quinta-feira (04/08), na Casa da Indústria em formato híbrido. O evento já conta com 1.587 inscritos, de 20 países diferentes. São eles: Angola, Alemanha, Austrália, Brasil,  Canadá, Chile, Colômbia, Emirados Árabes, Espanha, Estados Unidos, Índia, Itália, Panamá, Portugal, Países baixos, Reino Unido, Tanzânia e Paraguai.

O encontro irá contar com a participação de especialistas e autoridades para discutir temáticas ligadas ao HUB de Hidrogênio Verde, (H2V) em palestras, exposições de cases nacionais e internacionais, além de exposições, debates, rodadas de negócios e visitas técnicas. Com o apoio das multinacionais interessadas em construir usinas para a produção do Hidrogênio Verde no Ceará, a comissão organizadora irá promover um concurso de trabalhos acadêmicos e projetos de pesquisa. Os trabalhos mais bem avaliados serão expostos durante os 2 dias da programação. Momento propício para conhecer as oportunidades e as inúmeras atividades integradas desta enorme cadeia produtiva que se forma.

O Hidrogênio Verde vem se configurando como uma resposta às emissões do Dióxido de Carbônico (CO2), gás que tem provocado consequências drásticas ao meio ambiente. Com as transformações, a substância vai ser produzida a partir de fontes renováveis de energia (energias eólica e solar, principalmente). Por isso, é considerado o combustível do futuro, já que é produzido por meio de um processo chamado eletrólise, no qual as moléculas de oxigênio e hidrogênio da água são separadas. E a energia utilizada nesse processo é considerada sustentável, porque vem a partir de fontes renováveis de energia. É nesse sentido que o Brasil, o Nordeste e o Ceará podem despontar, em função do potencial natural para a produção de energia limpa.

Saiba mais

A transição energética tem fomentado muitos debates, e aqui no Ceará não é diferente. Prova disso é que o Estado já tem quase 20 memorandos de entendimento assinados com grandes empresas a nível mundial, que sinalizam investimentos superiores a US$20 bilhões.

Levadas pela expectativa de prosperidade econômica, várias multinacionais já sinalizaram que vão instalar suas bases no Complexo do Pecém, instituição que integra o HUB do Hidrogênio Verde ao lado do Governo do Estado do Ceará, FIEC e Universidade Federal do Ceará.

Ao propagar o tema, a FIEC reforça seu papel de impulsionador do desenvolvimento social e econômico do Estado, estimulando a competitividade, a formação continuada e a adoção de práticas inovadoras e sustentáveis.“Realmente, a FIEC tem dedicado uma atenção muito grande a todos os processos relacionados a transição energética, principalmente com relação às energias renováveis que é uma oportunidade muito grande para o Nordeste e para o Ceará que possui um gigantesco potencial de energia eólica e energia solar”, disse o consultor de Energia da FIEC, Jurandir Picanço. “Temos duas grandes empresas voltadas para a produção de energia eólica. A Aeris: a maior produtora de pás do país e temos a Vestas, que é a maior empresa de produção de aero geradores do mundo que está instalada, em Aquiraz e existem inúmeras outras empresas menores na cadeia produtiva”, conta Jurandir.

Confira tudo sobre o I FIEC SUMMIT AQUI!

Acompanhe o Sistema FIEC nas redes sociais:

FIEC - Federação das Indústrias do Estado do Ceará
Av. Barão de Studart, 1980 - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024 - CNPJ: 07.264.385/0001-43
Política de Privacidade & Copyright