telefone(85) 4009.6300

Exportações e importações cearenses batem recorde em 2021

18/01/2022 - 18h01

O Centro Internacional de Negócios (CIN) da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) divulgou, nesta sexta-feira, 07/01, a edição anual do Ceará em Comex. O estudo de inteligência comercial é elaborado mensalmente e retrata o panorama do comércio exterior do Ceará.

O material apresenta análises das exportações e importações cearenses por estado, município, setor, produtos, país de destino/origem e modal. De acordo com a publicação, o Ceará bateu recorde de exportação, registrando o valor de US$ 2,738 bilhões (FOB), o que corresponde a um aumento de 47,7%, se comparado com 2020.

Isso coloca o Ceará na posição de 3º estado do Nordeste que mais exportou e 14º Estado do Brasil.

Segundo o Ceará em Comex, no que se refere às importações, o Ceará alcançou o valor de US$ 3,87 bilhões (FOB) em compras internacionais, o equivalente a um aumento de 60,4% em comparação ao ano de 2020. Esses também são números recordistas. O Estado ficou em 12º lugar entre os estados importadores do Brasil.

Fortaleza foi o principal município importador do estado, com participação de 34,7% do total comprado pelo Ceará do exterior. As compras internacionais no valor de US$ 838,4 milhões correspondem a um crescimento de 8,5% no ano de 2020. No total, 300 empresas de Fortaleza realizaram operações de importação.

“Esses números são extremamente expressivos e mostram que a exportação e a importação do Ceará estão sendo assertivas. Esses são dois recordes no que se refere a série do comércio exterior. Em 2022, esperamos que esses números sejam ainda melhores”, declarou Karina Frota, Gerente do CIN.

Com aumento de 65,1%, as exportações do município de São Gonçalo do Amarante corresponderam a 56,5% do total vendido pelo Ceará e registraram o montante de US$ 1,6 bilhão em exportações em 2021.
Já Fortaleza obteve um desempenho positivo de 124,7%, somando em exportações o valor de US$ 287,7 milhões.

Os principais produtos exportados pela capital foram combustíveis, cocos e seus produtos, crustáceos, castanhas de caju, minérios de ferro e cera de carnaúba.

O município de Caucaia apresentou aumento de 37,6%, com exportações no valor de US$ 196,7 milhões, e aparece em terceiro lugar no ranking dos municípios exportadores cearenses.

Países que mais exportaram em 2021

O Ceará dobrou as exportações destinadas para os Estados Unidos, somando US$ 1,45 bilhão em 2021. O país possui a maior representatividade no que se refere aos destinos das exportações cearenses sendo responsável por comprar cerca de 53,2% do total vendido pelo Ceará para o exterior. Os principais produtos de interesse do país foram chapas de aço, “Partes de outros motores/geradores/grupos eletrogeradores, etc”, lagosta, castanha de caju e couro.

O México, que aparece em segundo lugar no ranking, apresentou um aumento de 541% e comprou o equivalente a US$ 367,2 milhões em produtos. O país compra do Ceará produtos siderúrgicos.

E em terceiro lugar, está o Canadá, que comprou o equivalente a US$ 88,3 milhões em produtos. Os itens de maior interesse foram os produtos à base de ferro e aço, castanha de caju e partes para tratores/veículos automóveis.

Para ler as análises na íntegra, clique AQUI e confira a edição anual do Ceará em Comex.

Acompanhe o Sistema FIEC nas redes sociais:

FIEC - Federação das Indústrias do Estado do Ceará
Av. Barão de Studart, 1980 - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024 - CNPJ: 07.264.385/0001-43
Política de Privacidade & Copyright