telefone(85) 4009.6300

Ricardo Cavalcante e Camilo Santana abrem Seminário Internacional sobre Hidrogênio Verde, realizado pela Editora Globo

15/10/2021 - 13h10

Nesta quinta-feira (14/10), o Presidente de Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), Ricardo Cavalcante, e o Governador do Estado do Ceará, Camilo Santana, realizaram a abertura do “Seminário Internacional Hidrogênio Verde no Ceará: As Vantagens Competitivas do Ceará para a implantação do Hub de Hidrogênio Verde”, realizado pela Editora Globo, no Centro de Eventos do Ceará. Com o encontro, o estado demonstra pioneirismo e mostra que está comprometido com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), na promoção dessa que é considerada a mais importante nova fonte energética sustentável do globo. Além dos citados, participaram também o Embaixador da União Europeia, Ignácio Ybánez; José Cândido Lustosa Bittencourt de Albuquerque, Reitor da Universidade Federal do Ceará (UFC); Maia Júnior, Secretário do Desenvolvimento Econômico e do Trabalho (SEDET); e Artur Bruno, Secretário do Meio Ambiente (SEMA).

“Este é um momento fundamental para discutirmos com grandes especialistas o futuro do Hidrogênio Verde no Estado, no Brasil e no Mundo. O Hidrogênio Verde trará outra dinâmica às economias, se tornado referência em matriz energética limpa mundial, e o Ceará está na vanguarda desse processo. Nossas indústrias serão beneficiadas diretamente, assim como nossos 40 sindicatos, nessa atividade disruptiva”, declarou o Presidente Ricardo Cavalcante, que citou que o H2V foi abordado como vetor energético há quase 150 anos, pelo escritor Júlio Verne.

Por ser considerado o combustível do futuro, a FIEC, o Governo do Ceará e a UFC foram os primeiros a discutir e promover o movimento para a produção do Hidrogênio Verde no Estado, criando o Hub no Complexo Pecém e atraindo investimentos de indústrias para a transição energética para um mundo descarbonizado.

De acordo com o Governador Camilo Santana, a força e a rapidez das ações desenvolvidas no Ceará demonstram a relevância da temática no mundo e as grandes transformações que serão advindas dela. “Não há mais volta, o H2V será o combustível do futuro, diante das questões climáticas globais e compromissos da redução de carbono. O estado parte na frente e isso trará mudanças significativas em nossa economia, promovendo energia limpa e gerando novos empregos”, disse o Gestor, que lembrou que o evento vem como balizador de importantes discussões.

Já Ignácio Ybánez, Embaixador da União Europeia, pontuou que o evento acontece em momento estratégico, ano em que acontece a COP26, em Glasgow, que oportunizará a união da comunidade internacional com o tema e a promoção de medidas concretas para a descarbonização do globo. “O Brasil e a União Europeia serão parceiros chaves nessas operações. Em 2019, a UE definiu clara estratégia para tornar a Europa como continente de impacto neutro no clima até 2050, com pacotes de leis e estratégias e ações já para 2030. Fico feliz em ver o Ceará com políticas ambiciosas de mudança de matrizes energéticas”, declarou o Embaixador, que vê o Estado como grande parceiro para promover e ajudar na descarbonização mundial.

Até agora já foram assinados, entre o Governo do Estado do Ceará e empresas privadas, nove acordos com os principais players mundiais para a instalação de empreendimentos, que já chegam a 20 GW, e uma planta-piloto da primeira usina de Hidrogênio Verde do Brasil, já prevista para operar em 2022. Os protocolos incluem usinas para produzir 40 GW de energia renovável. Até o final do ano, a expectativa é que o número de memorandos de interesses suba para o número de 16.

De acordo o estudo “Scaling Up”, do Hydrogen Council, até 2050 o hidrogênio vai representar 18% de toda a energia consumida no planeta. A cada ano, vai representar uma redução de 6 gigatoneladas de emissões de gases poluentes, além de gerar US$ 2,5 trilhões em valor e empregar 30 milhões de pessoas.

O Seminário foi uma realização da Editora Globo e do Governo do Estado do Ceará, e foi transmitido pelas diversas mídias do Jornal Valor Econômico.

Acompanhe o Sistema FIEC nas redes sociais:

FIEC - Federação das Indústrias do Estado do Ceará
Av. Barão de Studart, 1980 - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024 - CNPJ: 07.264.385/0001-43
Política de Privacidade & Copyright