telefone(85) 4009.6300

Iniciativas inovadoras são agraciadas com o Prêmio IEL de Estágio

06/10/2021 - 12h10

O segundo dia (30/9) de comemorações dos 50 anos do Instituto Euvaldo Lodi (IEL Ceará) foi marcado pela entrega do Prêmio IEL de Estágio, edição 2020. Três iniciativas de estagiários foram agraciadas na categoria Projetos Inovadores, duas empresas foram contempladas na categoria Empresas Inovadoras e duas instituições de ensino na categoria Educação Inovadora. O prêmio foi entregue pela superintendente do IEL Ceará, Dana Nunes. 

Ela iniciou a fala lembrando da importância do estágio na sua trajetória profissional e parabenizou os agraciados nesta edição do prêmio. “Contem conosco para ampará-los em todo o seu processo de desenvolvimento. O IEL está de portas abertas”, disse em direção aos estagiários e às empresas.   

O estudante de Administração de Empresas, Caio Cesar Lopes Brito Batista, ficou em primeiro lugar na categoria de Projetos Inovadores/Micro e Pequenas Empresas. Ele desenvolveu na instituição onde estagiava, o Instituto SENAI de Tecnologia (IST), um formulário interativo utilizando QR Code. Caio conta que a ideia surgiu da vontade de facilitar o trabalho dos colaboradores do IST, otimizando o tempo de todos. “Com o formulário, a busca por documentos e informações se tornou muito prática. Esse projeto surgiu para solucionar a dificuldade de localizar documentos, devido ao grande número de arquivos”, explicou.

Para ele, o prêmio será um divisor de águas na sua carreira. “Todos foram receptivos quando a ideia surgiu. Incentivadores não faltaram. Foi uma experiência sensacional como estagiário. O Prêmio é muito significativo, porque realmente vai ser um diferencial na carreira. Um reconhecimento desse tamanho por algo que a gente fez só por querer o melhor, não tem como não ficar feliz”, comemorou.

O gerente do IST, Carlos Egberto Mesquita, recebeu o prêmio pela instituição e ressaltou a importância da parceria entre IEL e SENAI. “A gente vem trabalhando forte pela inovação na indústria. Agradecemos todo o apoio da alta gestão e um agradecimento especial à nossa dedicada equipe”, disse o gestor. 

Maria Clara Franco, estudante de Comunicação Social, ficou em segundo lugar na categoria Projetos Inovadores/Micro e pequenas empresas com o projeto do podcast “Minutos para a Hanseníase”. Ela conta que o podcast nasceu da necessidade de disseminar mais informações sobre a doença, pois o Brasil é o segundo país no mundo com mais casos de hanseníase, mas muita gente desconhece os aspectos básicos dessa doença.

“Durante todo esse tempo, a equipe da NHR Brasil esteve completamente aberta para todas as minhas considerações e sugestões em cada etapa de produção. Além de praticar o que aprendi na faculdade, eu tive total liberdade e a orientação adequada para criar um produto unindo criatividade, pensamento crítico e, acima de tudo, vontade de melhorar a sociedade em que vivemos”, afirmou Maria Clara.

Para ela, é uma satisfação ter sido agraciada com o Prêmio IEL de Estágio. “É bom observar os frutos de um projeto que eu pude ajudar a criar com tanto cuidado. Além disso, é interessante ver que existem iniciativas para reconhecer e incentivar cada vez mais o esforço dos estagiários. Eu não conhecia o prêmio antes dessa edição, mas com essa experiência, vou passar a me esforçar ainda mais para contribuir com projetos inovadores para o meu local de trabalho”, destacou a estudante.

Outro agraciado foi George da Costa Soares Filho, estudante de Engenharia Mecânica, na categoria Projetos Inovadores/Médias Empresas. A dedicação dele como estagiário rendeu a sua efetivação na empresa e hoje ele faz parte da equipe como colaborador.  “O IEL ajudou a abrir as portas da empresa para mim. Consegui implementar uma inovação que permitiu reduzir o custo com xerox e papel e agilizou a troca de informações entre os setores da empresa. Isso me fez ser reconhecido e contratado”, ressaltou George.  

Na categoria Empresa Inovadora, foram agraciadas a NHR Brasil e a Amêndoas do Brasil, que já foi vencedora do Prêmio seis vezes em nível regional e quatro vezes em nível nacional, sendo três destas em primeiro lugar. “É extremamente desafiador trabalhar com desenvolvimento, mas brilha nossos olhos quando nós conseguimos transformar a vida dos nossos estagiários. Nós mudamos o destino deles”, afirmou a gerente de RH da Amêndoas do Brasil, Sandra Maria de Oliveira, informando que 95% dos estagiários da empresa são efetivados. 

Já na categoria Educação Inovadora foram contemplados o Centro Universitário Christus - Unichristus e o Centro Universitário Estácio do Ceará, que já foi vencedora do Prêmio IEL de Estágio por quatro vezes na etapa do Ceará e duas vezes nacionalmente, uma das quais em primeiro lugar. Emocionado, o reitor da Estácio, Josué Viana de Oliveira Neto, falou sobre a alegria de receber o prêmio e do desafio de fazer o trabalho de integração dos acadêmicos com o mercado de trabalho. “Sem uma parceria como a do IEL teríamos grandes desafios”, frisou.  

O Prêmio IEL de Estágio é uma iniciativa nacional que surgiu com o objetivo de incentivar a busca de excelência em programas de estágio a partir do reconhecimento de todos os envolvidos no processo:  o estudante, a instituição de ensino e a empresa. O Ceará foi um dos pioneiros na realização da premiação, outorgando a homenagem desde 2003. Em 2020, o Prêmio IEL de Estágio foi repaginado e a inovação tornou-se o foco, passando a premiação a reconhecer os melhores projetos inovadores durante o programa de estágio. Vale lembrar que, desde a criação da premiação nacional, em 2007, o IEL Ceará sempre está entre os finalistas, tendo sido agraciado já 22 vezes.

             

Acompanhe o Sistema FIEC nas redes sociais:

FIEC - Federação das Indústrias do Estado do Ceará
Av. Barão de Studart, 1980 - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024 - CNPJ: 07.264.385/0001-43
Política de Privacidade & Copyright