telefone(85) 4009.6300

Confiança do empresário cearense cresce em maio

27/05/2021 - 16h05

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) do Ceará marcou 54,9 pontos no mês de maio, indicando otimismo dos industriais cearenses. O valor é 3,3 pontos superior em relação ao resultado do mês anterior e 23,5 pontos a mais que o mesmo mês do ano passado. No Brasil, o indicador atingiu a marca de 58,5 pontos, alta de 4,8 pontos na comparação com o mês anterior, quebrando uma sequência de quatro quedas consecutivas. O ICEI é medido pelo Observatório da Indústria da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI). 

Em relação aos componentes do ICEI, o Índice de Condições Atuais marcou 45,7 pontos, o que sinaliza uma percepção negativa sobre a conjuntura dos últimos seis meses. "O resultado foi inferior ao do mês de abril, mostrando que o empresário tem percebido um aprofundamento da recessão que estamos vivenciando neste semestre", avalia a pesquisadora do Observatório da Indústria da FIEC, Eduarda Mendonça. Por outro lado, o Índice de Expectativas, que se refere à confiança no futuro, ficou em 59,5 pontos, indicando otimismo.

"Apesar da falta de confiança no momento atual, os empresários estão confiantes na recuperação do setor no próximo semestre. É essa confiança no futuro que gerou uma elevação no ICEI geral de mais de 3 pontos em relação a abril. É importante salientar, no entanto, que o empresário brasileiro está mais confiante com a conjuntura e com o futuro que o empresário cearense. A razão disso está no crescimento da produção industrial cearense ter sido menor que o da brasileira no primeiro trimestre, sugerindo uma trajetória de desaceleração da retomada do setor ao longo dos últimos meses", avalia a pesquisadora.    

A boa notícia é que todos os resultados da pesquisa foram melhores que os do mesmo mês do ano passado. Quando avaliados os resultados do ICEI considerando-se o porte das empresas, houve certa disseminação homogênea de otimismo: nas pequenas empresas a variação foi de 23,2 pontos; nas médias, de 20,2 pontos; e nas grandes, de 24,9 pontos. Nesse sentido, no mês de maio, as de pequeno, médio e grande portes, registraram, respectivamente, 53,9; 56,2 e 54,7 pontos.

Confira todos os resultados da pesquisa AQUI.

Acompanhe o Sistema FIEC nas redes sociais:

Sistema FIEC - Sistema Federação das Indústrias do Estado do Ceará
Av. Barão de Studart, 1980 - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024
Política de Privacidade & Copyright