telefone(85) 4009.6300

Formatura de alunos do Novo Ensino Médio movimenta SESI e SENAI Ceará

17/12/2020 - 19h12

Em 2018, SESI e SENAI Ceará, em parceria com o Ministério da Educação (MEC), iniciaram em caráter experimental a primeira turma do projeto Novo Ensino Médio. As instituições foram pioneiras na implementação da metodologia proposta pela Lei nº 13.415, de 16 de fevereiro de 2017, que instituiu a reforma desta etapa da vida escolar. Nesta quinta-feira (17/12), os 24 alunos participantes da iniciativa se formaram. Em live produzida pela Departamento Nacional do SESI, os estudantes cearenses uniram-se aos 198 formandos, espalhados por cinco estados brasileiros, para celebrar a finalização do ciclo.

“Este momento representa um grande feito. Aceitamos o desafio de tocar essa experiência pioneira e agora entregamos ao mercado e à sociedade 24 profissionais e cidadãos, que vão poder decidir o que fazer com sua trajetória”, comemorou Veridiana Soárez, superintendente do SESI Ceará.

“Podemos dizer que vencemos o desafio e, hoje, a Escola SESI SENAI Ceará escreve um trecho da história da educação nacional, o  que muito nos orgulha", disse o diretor regional do SENAI Ceará, Paulo André Holanda.

Entre os alunos cearenses, estava Ivo Cidrão, que demonstrou entusiasmo com o projeto. “Eu era um aluno muito tímido, e hoje estou aqui falando, apresentando projetos. No Novo Ensino Médio, os professores não são detentores exclusivos do conhecimento. Os estudantes podem apresentar suas ideias em conjunto, o que nos ajuda a desenvolver autonomia e protagonismo”, afirmou.

A reforma estabelece uma organização curricular mais flexível, com a oferta de uma Base Nacional Comum Curricular (BNCC), organizada não mais por disciplinas, mas por competências e habilidades, que são divididas em quatro áreas do conhecimento: Linguagens, Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas e Sociais Aplicadas. A BNCC representa 60% da grade, enquanto os outros 40% ficam a cargo dos chamados itinerários formativos.

Os itinerários formativos apresentam diferentes possibilidades de escolha aos estudantes, de acordo com suas preferências e intenções de carreira. Eles podem aprofundar os conhecimentos em uma das quatro áreas do conhecimento da BNCC ou optar por uma formação técnica e profissional. As instituições de ensino têm autonomia para definir quais os itinerários formativos ofertarão, considerando um processo que envolva a participação de toda a comunidade escolar.

A turma de formandos do SESI Ceará e do SENAI Ceará estava encaixada no itinerário 5, com capacitação na área de Técnico em Eletrotécnica. Depois da turma piloto, outras turmas de Novo Ensino Médio já foram iniciadas, nos itinerários de Formação Técnica, Matemática e Ciências da Natureza. Atualmente, existem alunos em Fortaleza e em Sobral. Em 2021, a oferta se estende também para Juazeiro do Norte.

Com as mudanças propostas, o objetivo do Governo Federal é tornar o Ensino Médio mais atrativo e, assim, diminuir os índices de evasão escolar. Dados do Censo Escolar apontam que apenas 84,3% dos adolescentes de 15 a 17 anos que deveriam estar no Ensino Médio estudam. Além de ter menos pessoas chegando a essa etapa, há um alto índice de desistência no período, que, segundo o Ministério da Educação, chega a 11,2%.

Acompanhe o Sistema FIEC nas redes sociais:

Sistema FIEC - Sistema Federação das Indústrias do Estado do Ceará
Av. Barão de Studart, 1980 - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024
POLÍTICA DE PRIVACIDADE & COPYRIGHT