telefone(85) 4009.6300

Secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (SEPEC) do Ministério da Economia enaltece trabalho desenvolvido pelo Observatório da Indústria da FIEC

06/11/2020 - 16h11

A Federação das Indústrias do Estado do Ceará recebeu, nesta sexta-feira (6/11), em sua reunião de diretoria plena, o secretário especial substituto da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (SEPEC) do Ministério da Economia, Bruno Portela. O gestor ministrou palestra sobre a importância do Observatório da Indústria no contexto da redução do Custo Brasil.

Em sua fala, Portela destacou que o Ministério da Economia indicou 14 projetos para compor os Projetos Estratégicos da Presidência da República. Destes, seis são da SEPEC, e os seis contam com a contribuição do Observatório da Indústria da FIEC. “Vamos conseguir aprimorar uma política pública a nível de País. A FIEC não é importante apenas para o Estado do Ceará. É importante para o Brasil”, disse.

Os projetos são:


- Concorrência para a Prosperidade
- A Grande Desregulamentação
- Redução do Custo Brasil 
- Brasil 4.0
- Investimento em Infraestrutura
- Prospera MPEs

 

 

 

Bruno Portela agradeceu o apoio da FIEC e sinalizou a intenção de firmar novas parcerias. "Vi a qualidade do trabalho feito aqui, temos que replicar isso para o Brasil inteiro. Será um trabalho contínuo e a ideia é trazer mais parcerias para cá, especialmente para mapeamento das startups e vigilância tecnológica". 

O presidente da FIEC, Ricardo Cavalcante, aproveitou a oportunidade para ressaltar a disposição do Observatório em contribuir com o desenvolvimento das indústrias cearense e brasileira. “O Observatório da Indústria é um motivo de orgulho para todos nós. Tenho repetido sempre que o que os empresários precisam é de informação”, afirmou Ricardo Cavalcante.

O secretário especial Bruno Portela cumpre agenda na FIEC desde ontem, 5/11, quando conheceu a estrutura física do Observatório da Indústria e os detalhes do acordo de cooperação para redução do Custo Brasil.

O Acordo foi celebrado em Brasília no dia 15/9 pelo Secretário Especial da SEPEC, Carlos Alexandre da Costa, e o presidente da FIEC, Ricardo Cavalcante, que se prontificou a mapear e identificar as áreas críticas para o ambiente de negócios, possibilidades e ferramentas de estímulo aos setores mais afetados, com base em experiências internacionais.

Logo após a assinatura do Acordo, o Observatório da Indústria recebeu a visita de técnicos do Ministério da Economia, que elaboraram com a FIEC um Plano de Trabalho para análise dos dados, incluindo informações socioeconômicas, de mercado, tecnológicas e de comércio exterior, capazes de subsidiar estratégia de inteligência competitiva que otimize tomadas de decisão em prol do desenvolvimento industrial.

O Observatório da Indústria da FIEC fornecerá dados nacionais para o Ministério da Economia. "A estrutura criada pela FIEC é tão essencial que reduzirá em 25% o capital humano que está trabalhando no projeto de redução do Custo Brasil. Traz economia ao erário. Vai trazer eficiência para o trabalho e apoio finalístico, que é importante para dar a direção que o Ministério entende ser a adequada", explicou Bruno Portela. A visita também teve o propósito de agradecer à FIEC pela contribuição.

O trabalho está na fase inicial, de definição e separação de indicadores por setores do mercado, definição de mecanismos de integração com fluxo de processos e plataforma de processos do Observatório e benchmarking de práticas semelhantes praticadas no setor público e privado. "Essa fase é muito importante para ver de forma macro como vai se desenvolver a redução do Custo Brasil nas outras duas fases", pontuou. O projeto é composto por três fases.

De acordo com o líder do Observatório da Indústria, Sampaio Filho, a FIEC está contribuindo para o desenvolvimento das indústrias nacionais. "Aderimos de imediato a esse convite do Ministério da Economia para contribuir com o país. Passamos a pensar no Brasil inteiro. Estamos trabalhando para o desenvolvimento das indústrias locais, mas também das nacionais e da economia do país. É muito gratificante ver o reconhecimento do potencial que o Observatório da Indústria tem", disse.

Acompanhe o Sistema FIEC nas redes sociais:

Sistema FIEC - Sistema Federação das Indústrias do Estado do Ceará
Av. Barão de Studart, 1980 - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024
POLÍTICA DE PRIVACIDADE & COPYRIGHT