telefone(85) 4009.6300

Secretário Cesar Ribeiro apresenta oportunidades da “trinca de hubs” para o setor eletrometalmecânico

14/08/2018 - 13h08

As oportunidades de negócios nos projetos da “Trinca de Hubs” para o setor eletrometalmecânico foram  apresentadas, nesta segunda (13/8), pelo secretário do Desenvolvimento Econômico do Estado do Ceará, Cesar Ribeiro,  durante a  8ª reunião mensal do Sindicato das Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico no Estado do Ceará (Simec), na cobertura da FIEC. Comandada pelo presidente do Simec, Sampaio Filho, a reunião também contou com a presença do deputado estadual Carlos Matos.

A ‘Trinca de Hubs’ refere-se a três projetos do Estado: o hub aéreo das empresas Air France- KLM-GOL, recém instalado no Aeroporto de Fortaleza; o hub marítimo no Porto do Pecém, que será impulsionado pela parceria com o Porto de Roterdã, que está em fase de finalização; e o hub tecnológico, viabilizado pelos cabos de fibra ótima que ligam o Ceará ao mundo instalados pela multinacional Angola Cables.

Para os associados do Simec, Cesar Ribeiro apresentou informações sobre cada projeto e como o setor eletrometalmecânico pode se preparar para aproveitar as oportunidades de novos negócios.

Sobre o hub aéreo, destacou  o aumento na movimentação de passageiros e turistas, que impacta diretamente no desenvolvimento de setores como construção civil; além das oportunidades de exportação por modal aéreo, uma vez que, com o hub, a capacidade de exportação para a Europa é de 120 toneladas por semana. O secretário destacou prévia de estudo realizado pelo Ipece que mostra que o hub aéreo terá impacto positivo no PIB cearense de 0,79%, representando injeção de R$ 1,05 bilhão na economia, além da possibilidade de geração de cerca de 80 mil empregos formais e informais no Estado.

Referente ao hub portuário, com  a entrada do Porto de Roterdã no Porto do Pecém, Ribeiro destacou que o Estado vem trabalhando na atração de novas empresas para o Complexo Industrial e Portuário do Pecém, com a  expansão do setor II da Zona de Processamento de Exportação (ZPE-CE) e também no fortalecimento da cadeia produtiva metalmecânica, com realização de estudo estratégico para prospecção e instalação de uma montadora.  Setores de autopeças, automação e robótica, desenvolvimento de novos materiais e demais segmentos do setor podem ser vocacionados para a área.

Por fim, na área do hub tecnológico, e o Data Center da Angola Cables na Praia do Futuro, a ideia, de acordo com ele,  é atrair e implantar empresas internacionais de base tecnológica para o entorno. Entre as oportunidades de mercado para o setor, citou o desenvolvimento da nanotecnologia, impressões 3D, tecnologias móveis, entre outros.

Acompanhe o Sistema FIEC nas redes sociais:

Sistema FIEC - Sistema Federação das Indústrias do Estado do Ceará
Av. Barão de Studart, 1980 - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024
Política de Privacidade & Copyright