Macau apresenta oportunidades comerciais para empresários cearenses

Representantes do Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM) reuniram-se com empresários cearenses nesta terça-feira (13/11) na sede da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC). O encontro foi capitaneado pelo presidente do Centro Industrial do Ceará (CIC), André Siqueira, e contou com a participação de técnicos e diretores do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Ceará (Sebrae-CE), além de presidentes de sindicatos filiados à FIEC. O objetivo era apresentar as vantagens e oportunidades de negócios que Macau oferece para pequenas empresas locais.

De acordo com Antônio Lei, representante do IPIM de passagem pelo Ceará à convite do Sebrae para o Encontro Internacional de Negócios do Nordeste (EINNE), Macau é um lugar estratégico para quem quer começar a exportar ou se consolidar no mercado chinês. Uma das facilidades para exportadores brasileiros é o idioma. O português é a segunda língua oficial do lugar. A primeira é o chinês. Além disso, Macau oferece vantagens fiscais e jurídicas para empresas de língua portuguesa. “O nosso trabalho é identificar potenciais parceiros”, justificou.

Desde dezembro de 1999, Macau é uma das duas Regiões Administrativas Especiais (RAEM) da República Popular da China – a outra é Hong Kong. Macau é reconhecido pela Organização Mundial do Comércio como uma das economias mais abertas do mundo, em termos de comércio e de investimento, sendo porto franco e uma zona aduaneira autônoma, com imposto complementar de rendimentos não superior a 12%.

(85) 3421.5916 / Av. Barão de Studart, 1980, Aldeota - Fortaleza-CE
© Todos os direitos reservados ao NUMA