Tecnologia de rastreamento de mala pode economizar mais de US$ 3 BI para a indústria


Uma nova tecnologia de Identificação por Rádio Frequência (RFID), que rastreará malas em tempo real, pode reduzir o número de bagagens extraviadas em 25% até 2022. A solução será responsável por uma economia de mais de US$ 3 bilhões nos próximos sete anos, além de oferecer mais segurança para os passageiros. As primeiras implementações de RFID por companhias aéreas, como a Delta Air Lines, mostram uma taxa de sucesso de 99% para rastreamento das malas.


Segundo a Sita, provedora global de TI para o setor aéreo, e a Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata), a RFID irá localizar a má gestão durante a transferência de um voo para outro, uma das áreas-chave em que a tecnologia pode ajudar a melhorar as taxas de manuseio de bagagem. A tecnologia RFID irá garantir que os aeroportos, companhias aéreas e manipuladores terrestres sejam capazes de manter o controle de malas em cada etapa da viagem e garantir que a bagagem correta seja carregada para o voo respectivo.


De acordo com o Relatório de Bagagem da SITA 2016 – Sita Baggage Report 2016, a tecnologia tem ajudado a reduzir o número de malas extraviadas em 50% a partir de um recorde de 46,9 milhões bagagens extraviadas em 2007, gerando uma economia para a indústria de US $ 22,4 bilhões.


As características da RFID podem ser implantadas por US$ 0,1 por passageiro, em média, ao mesmo tempo gerando economia esperada de mais de US $ 0,2 por passageiro. As análises da Sita e da Iata são baseadas na RFID sendo implantada em 722 aeroportos (que representam 95% do número de passageiros em nível global) durante um período de seis anos – entre 2016 e 2021.

 

Fonte:http://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/aviacao/tecnologia-de-rastreamento-de-mala-pode-economizar-mais-de-us-3-bi-para-a-industria/

(85) 4009.6300 / Av. Barão de Studart, 1980, Aldeota - Fortaleza-CE