telefone(85) 4009.6300

FIEC recebe coletiva de imprensa para apresentação da segunda fase da Campanha Compre do Ceará

16/07/2020 - 17h07

O setor produtivo cearense e o governador Camilo Santana reuniram-se hoje (16/7), na sede da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), para coletiva de imprensa de apresentação da segunda fase da campanha Compre do Ceará, iniciativa para incentivar o consumo de produtos locais, promovida pela FIEC, Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará (Fecomércio), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará (FAEC) e Federação das Empresas de Transportes de Passageiros de Ceará, Piauí e Maranhão (FETRANS).

O presidente da FIEC, Ricardo Cavalcante, abriu a coletiva ressaltando a união dos setores produtivos do Ceará em prol da valorização dos produtos cearenses produzidos pela indústria e agricultura e comercializados pelo comércio e setor de serviços. "Sempre soubemos que o pós-pandemia seria um problema. Precisamos retomar a economia. Precisamos que todos compreendam a necessidade de consumir produtos locais porque são essas empresas que estão mantendo os empregos dos cearenses", destacou. Ricardo Cavalcante frisou ainda o compromisso da FIEC em cuidar do empresário cearense, enfrentando o novo momento de mãos dadas.

No dia do comerciante, comemorado hoje, o presidente da Fecomércio, Maurício Filizola, homenageou os comerciantes e ressaltou a capacidade do cearense de superar desafios diante das dificuldades. "O comércio está na veia do cearense. Estamos unindo forças pela reconstrução da economia do nosso estado. A campanha está recheada de pessoas da nossa terra, que têm muita importância e legado.

A agricultura e pecuária foram representadas pelo presidente da FAEC, Flávio Saboya. "O setor rural se empenha significativamente para que essa ideia seja efetivada e cresça. Ultrapassando dificudaldes, os produtores rurais tem conseguido produzir". Saboya destacou segmentos fortes pecuária do Ceará, como o de leite, que junto com a avicultura representa mais de 70% do valor bruto da pecuária cearense.

O diretor-superintendente do Sebrae Ceará, Joaquim Cartaxo, salientou que comprar do Ceará é comprar das pequenas empresas. "94% das empresas cearenses são micro e pequenas. Um terço do PIB do Ceará é gerado pelas micro e pequenas empresas. Mais de 50% dos empregos formais vêm das micro e pequenas empresas. Esses números mostram a importância desses negócios", concluiu. O setor de transportes é estruturante de todos os setores econômicos. Representando a Fetrans, o diretor institucional, Dimas Barreira, afirmou que o povo cearense precisa se unir para a retomada, que não vai ser fácil. "O Ceará está na dianteira. Atuamos cedo e vamos sair mais cedo disso. A campanha é um movimento que precisa crescer, de valorização do que é local.

A Campanha
Sob o slogan “Movimente a Economia. Compre do Ceará, Compre da sua Gente”, o setor produtivo do Estado se unifica na iniciativa de motivar consumidores e toda a sociedade para, no ato da compra, preferir produtos e serviços das empresas locais. A campanha agrega instituições representativas de todos os setores produtivos: Indústria, Comércio, Turismo, Serviços, setor Agrícola e de Transportes, pequenos e médios empresários (FIEC, FECOMÉRCIO, SEBRAE e FAEC FETRANS). 

Com o propósito de sensibilizar consumidores a priorizar a escolha por produtos feitos no Ceará, a campanha objetiva o apoio às empresas locais, abertura de novos negócios, além da manutenção e geração de empregos e o fortalecimento da economia, por meio do consumo consciente, valorizando o que é produzido, vendido e transportado dentro do Ceará. Levantamento feito pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Ceará (IPDC), com base na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) e no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), de 2018, mostra a existência aproximada de 1,5 milhão de empregos formais no Estado. 

As atividades produtivas que aderiram à Campanha Compre do Ceará  são responsáveis pelos indicadores macroeconômicos do Estado. De acordo com o IPECE, o setor de Serviços detém a taxa de 77,18% do PIB cearense, englobando 13 atividades, sendo Comércio e Transportes as de maior volume. A Indústria corresponde a 17,06% e o setor primário de Agropecuária a 5,76%. 

A retomada gradual e responsável das atividades econômicas é um papel a ser exercido por todos os cearenses, empreendedores e consumidores. A conscientização do papel de cada um, contribui para o fortalecimento de toda a cadeia produtiva e, consequentemente, para o crescimento do Ceará.

Segunda fase
A primeira fase da Campanha Compre do Ceará destacou o potencial das cadeias produtivas cearenses e mobilizou as lideranças empresariais. Em julho,  inicia-se a segunda etapa, que tem como público direto o consumidor final, despertando valores como: cearensidade, regionalidade e empatia.

Entre as ações de maior alcance estão a identificação de lojas que aderiram à campanha com o uso da logomarca em seus pontos de venda; divulgação de vídeos em apoio e reconhecimento aos empreendimentos instalados no Ceará, com transmissão pelos principais canais de imprensa; Também será lançado um site específico para destacar empresas que atuam em diversos segmentos da economia do Estado, mostrando como estão se recriando nesse momento de retomada. 

A mensagem do Compre do Ceará estará ainda nos ambientes de grande movimentação de pessoas na cidade. Assim, 10 ônibus circularão com anúncios da campanha, incluindo tophands, painéis poderão ser vistos nos corredores dos metrôs e cartazes estarão presentes em cinco terminais rodoviários. A campanha contempla, ainda, mobiliário urbano, como 50 inserções nas laterais de abrigo e relógios, cinco outdoors, veiculação na TV, nos meses de julho e agosto, em todo o Ceará, dentre
outras ações de cobertura.

Ao mesmo tempo, as mídias digitais estarão direcionando as publicações online para os potenciais compradores dos produtos feitos no Estado. No Instagram das instituições (Fiec, Fecomércio, Sebrae, Fetrans e FAEC) será disponibilizado, gratuitamente, o filtro Compre do Ceará para engajar a audiência na ação, que será identificada pelas tags #CompreDoCeará #MadeInCeará #FortaleçaAEconomia. A cada semana, vídeos que destacam hábitos, linguagens e comportamentos tipicamente cearenses, de forma lúdica, mostram o que acontece quando se opta por produtos locais e a extensão de todos os benefícios para milhares de cearenses.

Artistas em apoio
A abordagem da campanha recorre ao humor para despertar a identificação do público. A linguagem valoriza as expressões regionais, os costumes, assim como as relações de consumo específicas do Ceará. Para isso, atores e humoristas darão visibilidade à Campanha ao apresentar a iniciativa e aos seus fãs e incentivar a participação. Adamastor Pitaco, Falcão, Alex Nogueira, a atriz Solange Teixeira, o ator Carri Costa e o cantor Fagner são alguns dos artistas que demonstram apoio às empresas cearenses.

Site Compre do Ceará
Todo o conteúdo publicitário e informativo gerado pela Campanha poderá ser acessado no site especial da Campanha. Na página compredoceara.com.br estão publicados os vídeos sobre a trajetória das empresas e as notícias que registram como os grandes, os médios, os micro e os pequenos empreendedores construíram seus negócios.  

Além da importância econômica, é destacada a responsabilidade social das empresas durante a pandemia, ao apoiar os profissionais de Saúde e contribuir com programas de assistência e segurança alimentar para a população vulnerável do Estado.  

No entretenimento, a identidade regional está presente com o dicionário de expressões divertidas do “cearensês”. Toda a identidade visual e peças da campanha estão disponíveis para download. Empresas, sindicatos e demais organizações que apoiam a economia do Estado podem utilizar a logomarca em camisas, cartazes e peças de sinalização em seus estabelecimentos.

Acompanhe o Sistema FIEC nas redes sociais:

  • CENTRO INTERNACIONAL DE NEGÓCIOS: Facebook
Sistema FIEC - Sistema Federação das Indústrias do Estado do Ceará
Av. Barão de Studart, 1980 - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024
POLÍTICA DE PRIVACIDADE & COPYRIGHT