Ceará tem melhor desempenho no comércio exterior em 2016

06/01/2017 - 11h01

O Centro Internacional de Negócios da FIEC divulgou o estudo Ceará em Comex com o desempenho do estado no comércio exterior em 2016. Apesar do déficit da balança comercial de quase US$ 2,2 bilhões, o Estado conseguiu obter um melhor resultado em comparação com 2015 no que se refere ao volume de negócios internacionais, com aumento de 23,7% nas exportações e uma alta de 30% nas importações. Em valores, incremento de pouco mais de US$1 bilhão para quase US$ 1,3 bilhão nas exportações e de US$ 2,7 bilhões para US$ 3,5 bilhões nas importações.  

Examinando o ranking dos principais setores exportadores do Ceará, os calçados continuam no topo da lista, registrando aumento de 2,6% em relação ao ano anterior. Destaque para o aumento nas exportações dos setores de ferro fundido, ferro, aço; combustíveis minerais; e máquinas, aparelhos e materiais elétricos. No ranking dos países que mais compram produtos cearenses, os Estados Unidos figuram no topo. A novidade foi a inclusão da Turquia na relação.

Em relação às importações, o Ceará importou mais nos seguintes setores: Máquinas, aparelhos e instrumentos mecânicos; máquinas aparelhos e materiais elétricos; trigo e outros cereais; e cera de carnaúba e demais gorduras e óleos animais ou vegetais. A Coreia do Sul é o principal parceiro do Ceará nas importações, seguida por China e Estados Unidos.

Confira o estudo completo AQUI

(85) 4009.6300 / Av. Barão de Studart, 1980, Aldeota - Fortaleza-CE